Google e Microsoft se unem para melhorar compatibilidade entre navegadores

Pensando nisso, o grupo analisou as principais preocupações dos desenvolvedores. Os itens foram definidos a partir de pesquisas de organizações como a Mozilla Developer Network e das buscas mais comuns no site CanIUse, que indica quais propriedades são suportadas por cada navegador.

Chrome e Edge querem padronizar propriedades CSS
A partir dessas informações, Google, Microsoft e Igalia, empresa responsável pelo motor de renderização WebKit, trabalharão para que os navegadores ofereçam menos problemas. Neste ano, o foco estará em propriedades de CSS que são exibidas de maneiras diferentes em cada navegador. A Compat2021 deve melhorar as seguintes propriedades:

CSS Flexbox
CSS Grid
CSS Positition: sticky
CSS Aspect-ratio
CSS Transform
A Flexbox, por exemplo, é voltada para criar estruturas de páginas. A propriedade é a mais conhecida e usada por desenvolvedores, segundo a pesquisa State of CSS de 2020. No entanto, ela é apontada como o principal problema na pesquisa anual de compatibilidade da Mozilla Developer Network.

A propriedade Transform, por sua vez, serve para girar e escalar elementos na página, por exemplo. O Google afirma que ela é usada em 80% das páginas carregadas no Chrome. Apesar disso, ela passa em apenas 55% dos testes de compatibilidade entre os navegadores.

O Google afirma que o objetivo para 2021 é “eliminar os problemas de compatibilidade de navegador” nestas cinco áreas para que os desenvolvedores possam trabalhar com bases confiáveis. A Microsoft afirma que a equipe do Edge “pretende contribuir com correções no Chromium para passar em 100% dos testes CSS Grid”.

Fonte: TecnoBlog

Postado em 26 de março de 2021